O cardápio é um dos elementos fundamentais em um comércio de alimentação. Ele traz todos os produtos comercializados. Portanto, quanto mais bem feito, melhores serão as vendas. Podemos dizer, então, que o cardápio está diretamente ligado ao lucro, e você precisa vender seus pratos.

Veja abaixo 5 razões que provam porque a inclusão de fotos reais no cardápio é tão importante.

Por que usar fotos reais no cardápio

1. Confiabilidade

Ao utilizar a foto no cardápio, você demonstra que acredita no que produz. O consumidor percebe que, se você a foto real está ali, é porque você tem certeza de que ele irá apreciar a comida. Além disso, por não utilizar foto de outro produto, você aumenta a confiança do consumidor, demonstrando que se trata de um lugar sério para comer.

Cardápios com fotos irreais desagradam muito os consumidores. Eles se sentem lesados de alguma forma, pois o que está sendo anunciado não condiz com o alimento real. E nada mais desagradável do que gastar dinheiro em um produto que acreditamos ser de uma forma, e na verdade é de outra.

Cardápios, assim como materiais de divulgação, precisam conter a foto do que o cliente irá encontrar. Isso fará com que ele entenda que seu negócio é confiável, que não há propaganda enganosa. Ao comer um só prato do cardápio, ele irá perceber que as outras fotos também são condizentes com o que está sendo anunciado.

2. Originalidade

Fugir do óbvio é um objetivo em qualquer setor, uma vez que é preciso se diversificar e criar valor para seus consumidores. No comércio de alimentação, isso passa pela criação do cardápio, pois é por onde começa a relação com o consumidor.

Mesmo que você trabalhe com pratos clássicos e tradicionais, o que é feito na sua cozinha deve se diferenciar do que o consumidor normalmente irá encontrar por aí. Portanto, você precisa “linkar” o prato diferenciado com o cardápio. E a melhor aposta nisso é trabalhar a originalidade.

Evidentemente, as fotos reais são fundamentais nesse processo. É uma forma de demonstrar para os clientes que o prato que ele está visualizando só poderá encontrar no seu restaurante. Você demonstra que trabalha com produtos que fogem do padrão, que são únicos e por isso devem ser apreciados e valorizados.

3. Posicionamento

O posicionamento abrange toda a ideia conceitual que você tem do negócio. Não se trata apenas de uma visão para a estratégia de negócios. Seu material de divulgação, a identidade da marca, passando, sim, pelo cardápio, compõem etapas importantes nesse sentido.

O posicionamento da marca é um dos fatores principais para sua estratégia de marketing. Ele diz o que é sua empresa, como ela pensa o setor, e o que está disposta a fazer. Através do posicionamento adequado, o público e o mercado passam a ter uma ideia sobre o que é seu negócio.

O posicionamento serve, ainda, para você demonstrar que ele não apenas vende certos produtos, mas que também possui visão, missão e valores bem definidos.

Ao criar um cardápio único, como demonstramos acima, e com imagens reais um bom design, você ajuda na melhoria da imagem. O bom cardápio faz parte das estratégias para o posicionamento, e consequentemente para o marketing bem feito.

4. Sensação despertada

Marketing da sensação é o nome dado à parte dos negócios de alimentação que trata de melhorar as atividades sensoriais do público. Através de estratégias como desenvolvimento de boas fotos e até da experimentação grátis muitas empresas garantem o aumento nas vendas.

Há, claro, quem abusa da estratégia, tentando despertar sensações que de fato não seriam despertadas pelo produto em si. Já discutimos o problema que isso pode causar, pois além de perder a confiança, sua marca pode criar uma fama ruim perante o público. Sem mencionar os aspectos legais que envolvem a publicidade enganosa.

Contudo, se você utiliza as fotos das próprias comidas, trabalhando bem o design do cardápio, você consegue despertar as melhores sensações. Já aconteceu de você ver um cardápio e ser conquistado pela foto? Pois é, poucos percebem o papel de uma boa foto nas vendas do produto.

5. Composição do cardápio

Designers gráficos sabem a importância de ter muitos elementos para a composição de um layout. Com mais fotos de qualidade, mais fácil é chegar a um excelente resultado. Além da satisfação, da melhora da imagem do negócio e outros benefícios que mencionamos aqui, há o valor material do cardápio.

Você pode até contratar profissionais especializadas para fazer as melhores fotos e garantir uma composição única para o cardápio. Você faz uma ligação entre os ótimos pratos à identidade visual do negócio. O resultado é um material bonito e rico, que desperta uma experiência incrível para seu público.

Como fazer um bom cardápio

Você descobriu por que é tão importante utilizar fotos reais em um cardápio. No entanto saber criar essas fotos. Veja algumas dicas importantes:

Utilização da luz

A iluminação tem o poder de mudar uma foto e alterar diretamente a percepção sobre o prato. Quando é bem utilizada, pode aumentar a sensação e a vontade de experimentar a comida. Por isso, faça bons testes nas fotos, utilizando pontos de luz por trás do prato para melhorar o aspecto visual.

Alimentos frescos

Os alimentos frescos ou na temperatura ideal irão aparecer melhor na câmera. É até óbvio: todos preferem experimentar um prato recém saído do forno.

Simplicidade

Você não precisa de muitos elementos para criar uma boa foto. Deixe-o mais simples possível, ressaltando o que é mais importante no prato.

Estude o melhor ângulo

Existem certas comidas que, ainda que sejam saborosas, não possuem um bom aspecto para a foto. Por isso é importante estudar o ângulo perfeito. Qualquer prato pode se parecer muito apetitoso se o ângulo da foto for bem trabalhado.

Com essas dicas esperamos que você crie um cardápio único, que desperte a vontade de experimentar a sua comida. Para mais dicas e informações úteis para seu negócio, continue lendo nosso blog!