Se você ainda não sabe do que se trata um marketplace eu vou te explicar. Marketplace é tipo um shopping center virtual, ao entrar em um shopping você se depara com várias lojas, não é mesmo? Assim é no marketplace, ao entrar no app, você identifica uma lista de restaurantes que existem na sua cidade, consegue acessar o cardápio e fazer um pedido direto pelo app. Exemplos de marketplaces no nicho de alimentação são iFood, Uber Eats e Rappi.

Como funcionam os marketplaces?

Como já diz o próprio nome, marketplace é um ótimo aliado para um marketing de grande visibilidade, o seu restaurante consegue esse marketing apenas por estar cadastrado.

No marketplace o seu cliente tem autonomia para:

  • Acompanhar o pedido e saber em quanto tempo será entregue;
  • Fazer o pagamento pelo próprio marketplace.

Além dessas facilidades, as plataformas de marketplace costumam dar cupons de desconto vez ou outra, o que mantém o cliente atraído pra usá-la.

Nem tudo são flores...

Usar as plataformas de marketplaces como ponto facilitador de vendas é de suma importância para o seu restaurante, porém, as coisas podem não ser tão simples assim. O marketplace pode fazer do seu restaurante um refém, isso porque é ele quem determina o que o cliente vai ver primeiro.

Sendo mais clara, os marketplaces seguem critérios de avaliações próprios, não conhecemos esses critérios, mas sabemos que podem mudar a qualquer momento. Se o seu restaurante for bem avaliado, ocupará as primeiras posições quando o cliente abrir as plataformas de marketplace, se não for tão bem avaliado ou não estiver dentro dos critérios da plataforma, pode não ser tão visitado pelos possíveis clientes. É como uma loja em um shopping, as primeiras são as mais visitadas, já aquelas últimas, nem tanto.

Além desses pontos que nos tornam reféns, os marketplaces costumam cobrar comissões altas por pedido. Veja um pouco como funciona nessas duas plataformas citadas acima:

  • No Ifood existe o plano básico onde a taxa é de 12% . Caso o cliente faça o pagamento pelo aplicativo você pagará uma taxa adicional de + 3,5%. Além dessas taxas ainda é preciso pagar uma mensalidade no valor de R$100,00, no entanto, se o seu restaurante tiver uma faturamento mensal pelo aplicativo maior que R$1800,00 a mensalidade fica isenta. No plano entrega, que é um plano onde o próprio app fica responsável por fazer as entregas dos pedidos as taxas chegam a 25% e a mensalidade que é de R$130,00 também segue o critério de faturamento acima. Esse plano está disponível apenas para regiões metropolitanas, diferente do plano básico que atende a todas.
  • No Uber Eats não é muito diferente, porém as taxas são um pouco mais altas, o plano existente no Uber Eats chega a cobrar 30% do restaurante por pedido, além disso, existe uma taxa no valor de R$500,00 que o restaurante deve pagar uma única vez ao app.

É muito importante que você use o marketplace, mas que não dependa somente desse meio para conseguir o faturamento do seu restaurante.

Como usar o marketplace de maneira ideal?

Não vamos pensar que o marketplace é algo dispendioso para o seu restaurante. Como falamos acima, ele é uma excelente estratégia de marketing e pode ser bastante lucrativo se usado de maneira adequada. É interessante usar o marketplace para clientes que ainda não conhecem o seu restaurante, assim o seu negócio ganha visibilidade e sempre atrai novos clientes que entram na plataforma.

Uma maneira de fazer o marketplace ser proveitoso para suas vendas na plataforma própria é oferecer cupons de desconto para que o seu cliente compre direto na sua plataforma. A ideia é que, ao fazer a primeira compra pela plataforma de marketplace ele receba cupons de descontos pontuais ou progressivos para que continue comprando no seu restaurante, mas direto pela sua plataforma própria.

Com isso, você ganha o cliente pelo desconto e ainda o converte a comprar direto com você, sem intermediadores, se você der um desconto de 10% ainda sairá mais barato que nas plataformas de marketplace.

Porque usar uma plataforma própria?

Como já comentamos anteriormente, usando uma plataforma própria você não paga taxas por pedidos, além disso você tem uma maior fidelização dos seus clientes, melhora o reconhecimento da sua marca e tem menos concorrência, com os clientes estão comprando direto na sua página, não existe a chance de se distraírem com os concorrentes.

Existem alguns softwares que gerencionam todo o seu restaurante e ainda criam o seu próprio site, oferecendo também a opção de cardápio digital, sem que o cliente precise baixar um aplicativo. Um desses sistemas é o Menusoft.

No Menusoft o seu restaurante tem um site completo com o seu cardápio para a realização dos pedidos, seu endereço, telefone, agenda de eventos e áreas de aviso. O seu delivery fica integrado com todos os meios de comunicação, seus pedidos do site, chat do Facebook, WhatsApp e telefone. Além disso, o cliente pode acessar o cardápio mesmo que esteja sem internet.

Viu como é imprescindível não se tornar refém dos marketplaces e ainda como é possível sim usar o marketplace a seu favor? Agora você já sabe como aplicar da melhor forma no seu restaurante e sabe as vantagens de usar um site próprio.

Se você gostou desse artigo e quer saber mais sobre as plataformas de marketplaces, continue lendo nosso blog.